PARICONHA – Alagoas

PARICONHA – Alagoas

Pariconha

As famílias Teodósio, Vieira, Viana e Félix iniciaram – no início do século XIX – a povoação do atual município de Pariconha, estabelecendo-se com a agricultura e a pecuária, principalmente, com a criação de animais de pequeno porte.

Fixando-se numa localidade denominada “Povoado Caraibeiras dos Teodósios”, às margens do rio Moxotó, a família Teodósios até hoje tem lá seus descendentes. Já o restante das famílias colonizadoras da região se estabeleceram no local onde hoje está a sede do município.

Cerca de 20 anos após a chegada desses primeiros colonizadores, um grupo da tribo de índios Jaripancós, originários do município de Tacaratú, em Pernambuco – precisamente de uma localidade chamada Brejo dos Padres instalou uma aldeia na Serra do Ouricuri, nas proximidades da atual cidade. A aldeia, hoje, recebe atendimento da Fundação Nacional do Índio (FUNAI).

Segundo conta a história local, um ouricurizeiro cujos frutos continham duas “conhas” – como eram chamadas as polpas desses frutos – deu origem ao nome da cidade, que era conhecida, inicialmente como “Par-de-Conha” e, depois, simplificado para Pariconha.

O Distrito Judiciário de Pariconha e seu Cartório de Registro Civil foram criados pela Lei 2.240, de 1° de maio de 1962, embora este último só tenha sido instalado dez anos depois. O município foi criado pela Constituição Estadual em 5 de outubro de 1989, desmembrado de Água Branca, mas sua instalação definitiva só ocorreu em 1° de janeiro de 1993.

Entre os destaques de suas festividades estão a festa da emancipação e a do padroeiro, Sagrado Coração de Jesus.

VALE A PENA CONHECER!

VEJA HOTÉIS & POUSADAS QUE A ROTEIROS BR INDICA PARA VOCE!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

sixteen − seven =

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram