PIRANHAS – Alagoas

PIRANHAS – Alagoas

Piranhas

Piranhas, data do século XVII. A localidade era, então, conhecida como Tapera. Conta-se que em um riacho que é hoje chamado das Piranhas, um caboclo pescou uma grande piranha. Preparou e salgou o peixe, levando-a para sua residência . Lá chegando, verificou que se esquecera do cutelo. E, voltando-se para o filho, disse: – “Vá ao porto da piranha e traga o meu cutelo”. Esta versão foi passando de geração em geração e, segundo parece, ficou o lugar denominado “Piranhas”. E como Tapera, com o decorrer do tempo, longe de escombros e prédios espalhados, passou a ser uma povoação organizada, o nome das Piranhas foi-se estendendo desde o riacho até a povoação.

O estabelecimento da navegação a vapor, em agosto de 1867, fazendo o percurso Penedo – Piranhas, veio dar novo impulso ao município. Entretanto, o maior fator de desenvolvimento deve-se à construção da estrada de ferro.

No ano de 1887 foi criada a Vila com território desmembrado de Pão de Açúcar e Água Branca.

Essa cidade ficou conhecida por ter sido o palco da exposição das cabeças de lampião, o cangaceiro mais conhecido do Brasil, e seu bando, após terem sido capturados e decapitados na Grota do Angico.

Tombada pelo Instituto de Patrimônio Histórico Artístico Nacional (IPHAN), Piranhas é o melhor destino quando se quer desacelerar às margens do Velho Chico, mergulhar na história emblemática do cangaço brasileiro, contemplar a privilegiada paisagem natural, além de se entregar ao arrasta-pé que anima as noites da cidade.

VALE A PENA CONHECER!

VEJA HOTÉIS & POUSADAS QUE A ROTEIROS BR INDICA PARA VOCE!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

one + 17 =

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram