CURIÚVA – Paraná

CURIÚVA – Paraná

A ocupação da região onde hoje se situa o município de Curiúva – os sertões do Jataí – foi obra de João da Silva Machado, o Barão de Antonina, homem de prestígio no período provincial e dono de imensa área de terras na bacia dos rios Tibagi e Paranapanema, conseguidas por ocasião da Revolta de Sorocaba, em 1842.

A região se beneficiou da estrada, antes rudimentar “picada na mata”, que ligava a Colônia Militar de Jataí, fundada em 1851, a Curitiba. Nesta mesma época, foi construída uma estrada ligando o Paraná a Mato Grosso. Às margens dos rios e ao longo da estrada surgiram vários povoados.

As primeiras movimentações na região do atual município de Curiúva são do sertanista Joaquim Francisco Lopes, que adentrou a floresta tropical, cortando as Serras do Facão e Caetê. A antiga picada que ligava os Campos Gerais à Colônia Militar do Jataí se transformou em estrada, por onde se deslocavam numerosas caravanas. Muitos dos viajantes, passando pelo pequeno povoado que se formara, acabaram gostando do lugar e ali ficando, compondo um novo tipo de vida naquelas paragens de clima bom e terras férteis. A primitiva denominação de Curiúva foi Caetê, em referência à serra de mesmo nome.

Os primeiros moradores do atual município de Curiúva foram Antônio Cunha e Fortunato Rodrigues Jardim, que, como proprietários de uma grande área de terras na localidade, fundaram um Povoado que recebeu a denominação de Caetê. Em 18/12/1912, foi criado o Distrito Policial, vinculado ao Município de Tibagi.

Em 1938, Caetê foi transferido do município de Tibagi para o de São Jerônimo (atual São Jerônimo da Serra), sendo nessa ocasião, elevado à categoria de Distrito Administrativo e Judiciário. Em 30/12/1943, o Distrito teve sua denominação alterada para Curiúva.

Em 1945, Curiúva mudou novamente de jurisdição pois passou a pertencer ao Município de Congonhinhas e, em 1947, foi elevado a categoria de município, dando-se a sua instalação em 26/10/1947.

Em 1951, é criado o Distrito de Sapopema, sendo que em 1960 é desmembrado de Curiúva para tornar-se município. Em 1983, Curiúva perde mais uma parte de seu território, para a criação do município de Figueira. Atualmente, Alecrim é o único Distrito Administrativo.

Venha Investir na Cidade

Conheça os Hotéis e Pousadas que a Roteiros BR
Indica para você na Cidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram