JOAQUIM TÁVORA – Paraná

JOAQUIM TÁVORA – Paraná

Joaquim Távora é uma pequena cidade do interior do estado, distante aproximadamente 230 quilômetros da capital.

A região foi colonizada a partir do início do século XX e progrediu rapidamente devido a sua terra fértil, ótima para a lavoura do café, e a inauguração da Estrada de Ferro da Rede de Viação Paraná – Santa Catarina.

Paulistas e mineiros movimentaram a região do atual município a partir do terceiro quartel do século XIX. Antes disso, estas paragens eram habitadas por hordas de nações indígenas. A história registra muitas ações desenvolvidas por conta do convívio dos primeiros exploradores e colonizadores com os silvícolas.

Remonta ao ano de 1915 a fundação do núcleo original, que resultou no atual município de Joaquim Távora. Naquela época, a região era parte integrante da Fazenda Jaboticabal de Barra Grande, de João Ayres e Job Ayres Dias.

Quem muito contribuiu para o crescimento do lugar foi o capitão Miguel Dias, principal povoador do núcleo colonizador, e grande produtor de café, secundado pelas famílias de Joaquim Fonseca, Jerônimo Vaz Vieira e Antônio Joaquim Vieira. Daniel Dias, irmão do capitão Miguel Dias, foi o principal fundador de Guapirama.

Com a denominação de Barra Grande, o povoado florescia e recebeu contingente populacional com a chegada da estrada de ferro à região. Outro fator de importância para o desenvolvimento regional foi a excelente qualidade de suas terras.

Quando se tornou distrito de Santo Antônio da Platina o povoado recebeu denominação de Afonso Camargo, numa homenagem ao então presidente do Estado, dr. Affonso Alves de Camargo.

Pela Lei Estadual nº 2.645, de 10 de abril de 1929, foi criado o município de Afonso Camargo. A instalação oficial se deu em 21 de setembro do mesmo ano. Um dos principais líderes do movimento que resultou na emancipação política da localidade, foi o capitão Miguel Dias e dentre outras pessoas, o vereador Herculano Chaves Madureira.

A Revolução de 1930 trouxe mudanças para o município, sua denominação, por força do Decreto Estadual nº 332, de 6 de novembro de 1930, foi alterada para Joaquim Távora, em homenagem ao antigo político que se alinhou a Getúlio Vargas, e o nome da estação ferroviária, em homenagem a este último, passou a ser Getúlio Dornelles Vargas.

SERRA DA FIGUEIRA: A poucos quilômetros do centro da cidade encontra-se a Serra da Figueira, local muito procurado para escaladas e trekking. Situada a poucos quilômetros da cidade de Joaquim Távora, a Serra da Figueira oferece uma das mais belas paisagens do interior do Paraná.

FESTA DO PEÃO: A Festa do Peão de Joaquim Távora é uma das melhores do estado do Paraná. A festa conta com a presença de diversos visitantes da região, exposições, montaria na arena em touros e cavalos, shows, parque, desfilhe para escolha da Rainha do Rodeio, cavalgada, etc. A festa é realizada anualmente, no mês de setembro.

CLUBE DE CAMPO: Localizado a apenas 5 quilometros de Joaquim Távora, o Caça e Pesca é um delicioso clube de campo que oferece áreas de camping, campo de futebol, volei de areia, piscinas com raias e trampolins, sauna, lanchonete, área de pesca, trilhas, churrasqueiras…é um lugar incrível pra passar uma temporada ou apenas um dia para mergulho na piscina!

Venha Investir na Cidade

Conheça os Hotéis e Pousadas que a Roteiros BR
Indica para você na Cidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram