Blog

Home // Blog
  • SANTANA DO IPANEMA – Alagoas

    Santana do Ipanema

    A história de Santana do Ipanema conta que, no final do século XVIII, a atual cidade não passava de um arraial, habitado por índios e mestiços. Com a chegada do padre Francisco José Correia de Albuquerque à região (vindo de Pernambuco), os índios foram catequizados e a primeira igreja construída.

    Em 1815, os irmãos Martins e Pedro Vieira Rêgo, descendentes de portugueses e vindos da Bahia, foram beneficiados pelo rei com uma sesmaria, instalando-se perto da Ribeira do Panema (próxima às serras da Camonga, Caiçara e Gugy), transformando suas terras em grandes fazendas e tornando-se os primeiros colonizadores.

    A freguesia data de 24 de fevereiro de 1836, sob invocação de Sant’Ana. Em 1875 passou a ser vila, desmembrada do território de Traipu. A lei 893, de 1921, elevou Santana à categoria de cidade.

    O município tem na fé à Nossa Senhora Santana seus maiores atrativos, onde destacam-se como pontos para visitação os Altos da Fé e do Cruzeiro. A Serra da Microondas e a Ponte da Barragem completam o cenário turístico da cidade.

    De povo festivo e alegre, Santana do Ipanema tem como presente aos visitantes sua hospitalidade. Suas festividades mais tradicionais são: a Emancipação Política do Município (24 de abril), os festejos juninos, a comemoração do dia da padroeira Nossa Senhora Santana (25 de julho) e a Festa da Juventude (realizada no primeiro Domingo anterior à festa da padroeira).

    VALE A PENA CONHECER!

    VEJA HOTÉIS & POUSADAS QUE A ROTEIROS BR INDICA PARA VOCE!

  • NOVA TIMBOTEUA – Pará

    As terras do atual município localizam-se na zona Bragantina, antes pertencentes à Belém.
    Em 1885, os pioneiros colonos exploradores de Nova Timboteua subiram o Rio Peixe-Boi e localizaram-se na confluência desse rio, com os igarapés timboteua e jaburu. Serafim dos Anjos Costa, requerendo a área onde hoje se localiza o município, ali fixou residência com Afonso Roberto Pimentel e Manoel Maria, constatando grande quantidade de timbó, às margens de um igarapé existente nos fundos da propriedade, deram-lhe aquele nome.

    O topônimo é locução hídrica – português e tupi. O termo Nova Timboteua foi adotado para destinguir do mais antigo Timboteua. Timboteua provém de timbó, do gênero sapindáceas, também chamado cururu-apé, e, eua, que significa abundância, a formação da palavra timbo-eua ou timboteua, traduz timbó em abundância.

    Em 1895, a localidade foi elevada à categoria de povoado, instalado no mesmo ano. Em 1906, o então povoado extinguiu-se e suas terras passaram a pertencer ao novo Município de Igarapé-Açu, que ao tempo da sua instalação, apenas havia passado ali o pico da antiga Estrada de Ferro de Bragança. Às margens dos igarapés Maracanã, Livramento, São Luiz, Timboteua e Peixe-Boi, foram construídos vários barracões pertencentes à Ferrovia e também uma Escola de Beneficiamento Agrícola com o nome de Escola Experimental de Agricultura Prática, mais tarde denominada Estação Experimental Augusto Montenegro.

    VEJA HOTÉIS & POUSADAS QUE A ROTEIROS BR ESTÁ INDICANDO PARA VOCÊ EM NOVA TIMBOTEUA.

  • PASSEIOS – GRUTAS

    Conheça as 8 Melhores Grutas e Cavernas no Brasil Para Visitar!

    Conheça as 8 grutas no Brasil que vão te proporcionar uma verdadeira imersão em meio a natureza. Uma delas garante uma experiência um pouco diferente e que vai te surpreender.

    Grutas no Brasil que vale a pena conhecer!

    Gruta do Lago Azul

    Dona de uma beleza que deixa a todos fascinados, a Gruta do Lago Azul atrai turistas de todos os cantos. A água transparente e os tons de azul dão o efeito encantador no lugar. Porém, mesmo que esse pareça ser o palco perfeito para um banho, a prática do mergulho é proibida. Mas não fique triste, o local rende fotos incríveis, principalmente com os feixes de luz que refletem na água, e atenção: no mês de julho, das 13h30 às 15h30, e em agosto, pela manhã, o sol forma a figura de uma ampulheta entre o teto e a água, a imagem é incrível.

    Só é possível visitar o local na companhia de um guia, que você pode contratar na entrada da fazenda em que a gruta está localizada. Além disso, prepare-se para andar. Da entrada da fazenda até a gruta você caminhará por cerca de 3 km, ou seja, serão quase duas horas caminhando na ida e depois na volta. Leve protetor solar, chapéu e use roupas leves e calçado fechado.

    Não se preocupe, pois toda caminhada valerá a pena. Além de se encantar com a lagoa azul, você também poderá apreciar a vegetação típica local e as flores pelo caminho. Dica: prefira o horário da tarde para visitação, assim na volta poderá ver o pôr do sol incrível da região.

    Gruta da Pratinha

    Uma das grutas no Brasil que mais chamam a atenção de turistas do mundo todo, a Gruta da Pratinha é dona de águas claras, que oscilam entre o verde e o azul. Nas águas clarinhas você ainda pode ver várias espécies de peixes, e até mesmo algumas tartarugas, que formam um verdadeiro aquário natural.

    Perante tanta beleza assim é até impossível não querer dar um mergulho. A boa notícia é que os mergulhos são autorizados desde que realizados com os equipamentos de segurança e com o acompanhamento de guias.

    A gruta fica na Fazenda Pratinha, que por ser uma propriedade particular é exige o pagamento de uma taxa no valor de R$ 40 na entrada. Nesse valor já estão inclusos o ingresso para o mergulho na gruta e todo equipamento (pé de pato, colete salva-vidas, lanterna e snorkel).

    Quer um pouquinho mais de aventura e diversão? Então aproveite para ir à tirolesa de 13 metros de altura e praticar flutuação. Se bater a fome, não se preocupe, o local conta com uma infraestrutura com opções de lanchonetes e também banheiro.

    Além de fotos incríveis em um cenário paradisíaco, aproveite para apreciar as formações rochosas que são verdadeiras obras de arte da natureza. Use roupas e calçados confortáveis, óculos de sol e lembre-se de levar sua câmera.

    Poço Encantado

    O Poço Encantado é um verdadeiro presente aos olhos. Mas para encontrá-lo, você terá que descer 220 metros de escadas acompanhado de um guia e usando equipamentos de segurança. A gruta com 98 metros de comprimento e 49 de largura dá um show a parte com sua estrutura rochosa e água de tonalidade azul intensa. O visual é realmente de tirar o fôlego, porém, o mergulho é proibido. A visita é apenas para contemplação e mesmo assim vale a muito a pena.

    Dica: entre os meses de abril e setembro, das 10h às 14h, é possível que você consiga ver o fenômeno do raio de sol que incide sobre as águas, e deixa o lugar com aquele toque de “encanto” a mais. Mas esse não é um fato pontual, e mesmo nesse período você precisa dar um pouco de sorte.

    Para entrar no Poço Encantando há uma taxa de R$ 30, no local também há restaurantes. Lembrando que é importante que esteja com roupas e sapatos confortáveis e próprio para caminhar pelo poço.

    Gruta de São Miguel

    Uma visita para Bonito tem que ter a Gruta de São Miguel no roteiro, pois é uma das grutas no Brasil mais visitadas e comentadas pelos viajantes.

    Localizada no Reserva Natural Parque Ecológico Vale Anhumas, na entrada o visitante encontra um bar e um mirante com uma vista para toda a região. Também são passadas informações sobre a região e curiosidades através de vídeos e palestras. Assim, além de poder contemplar a beleza do local, você também recebe uma pitada de conhecimento para deixar a sua visita ainda mais completa.

    Para chegar à gruta você tem um pouquinho de aventura, pois seu acesso se dá através de uma trilha suspensa com quase 200 metros de extensão em uma passarela de madeira. Mas não se preocupe, se você tiver medo de altura ou não se aimar muito com a trilha, há a opção de carro elétrico que te deixa já na entrada.

    Na entrada da gruta você caminha por mais 150 metros e tem de presente um local criteriosamente esculpido pela natureza. Durante o passeio você poderá ver as formações espeleológicas como estalactites, estalagmites, colunas e coraloides. Para realizar o passeio é obrigatório que esteja com tênis, saindo da gruta, a volta para a recepção é realizada com os carrinhos elétricos. O valor do passeio, já com o guia, é de R$ 67.

    Gruta Azul

    A Gruta Azul é uma das atrações de quem faz o percurso de barco pela Ilha de Cabo Frio. Com um salão de 30 metros de extensão e 15 metros de altura, a formação rochosa impressiona pela sua grandiosidade e beleza.

    As paredes da Gruta Azul possuem tonalidade dourada, e quando o sol reflete sobre as águas, elas ficam com um tom azul e iluminam o paredão ao redor, proporcionando um efeito resplandecente e quase que mágico. O passeio na gruta é feito através de barco, que saem do porto de Capri. Os mergulhos também são permitidos, e se você der muita sorte, talvez no caminho para a gruta encontre alguns golfinhos nadando.

    Gruta Rei do Mato

    O Monumento Natural Estadual Gruta Rei do Mato, conhecida também como Gruta Rei do Mato, é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral, que oferece aos seus visitantes uma vista incrível e perfeitas formações da natureza.

    Essa é uma das maiores grutas de Minas Gerais com 998 metros de extensão e 30 metros de profundidade. Dentro da gruta há passarelas e escadarias para caminhar pela parte autorizada à visitação.

    Há muitas estalactites, então é importante que todo o passeio seja feito junto a um guia. Por mais tentador que seja, evite tocar nas espeleotemas (estalactiles e estalagmites), pois elas demoram milhares de anos para se formar e você não quer interromper esse processo, não é mesmo?

    Ainda na grutinha, que é ao lado da Rei do Mato, é possível ver pinturas rupestres que datam 6 mil anos.

    A visita pode ser realizada de segunda a segunda, das 09h às 16h. Há uma estrutura completa para receber os visitantes com banheiros, estacionamento, bilheteria e galeria com exposições de pinturas rupestres. As visitas são guiadas, é obrigatório o uso de calçados fechados e crianças acima de 6 anos podem fazer parte do passeio.

    O valor para entrada inteira é R$ 25 e R$ 12,50 para estudantes, professores e idosos acima de 60 anos. Na bilheteria são aceitos apenas pagamento com dinheiro.

    Abismo Anhumas

    Se você gosta de aventuras, esse é o destino certo. O Abismo Anhumas é um dos destinos mais procurados por praticantes de ecoturismo na América do Sul. E uma das razões para isso está já no início do passeio.

    Para chegar ao fundo da caverna você tem que descer por rapel (70 metros e cerca de 20 minutos) e terá uma vista incrível. Não se preocupe, há uma equipe treinada que te ajudará no preparo e te guiará. Além disso, todo equipamento possui verificação de segurança.

    Com esse gostinho a mais de aventura você chega ao fundo da caverna, que é formado por águas cristalinas. Dentro da caverna você poderá fazer mergulho de cilindro, flutuação e passeio de bote.

    É importante que use calçado fechado como tênis ou botas, vista uma roupa quente ou então leve um casaco devido à temperatura da água (18ºC). Leve também um lanchinho para caso bater a fome.

    Na volta, não se preocupe, você será “içado” de lá pela equipe de segurança, ou para os mais aventureiros, podem se subir sozinhos novamente pelo rapel.

    Importante: o treinamento é realizado um dia antes da visita na sede da empresa que fica no centro de Bonito. Não é preciso ser um profissional ou ter prática com rapel, você receberá todas as instruções necessárias para realizar a descida.

    Todo esse esforço vale a pena, pois do começo ao fim você é presentado com uma vista linda. É permitida a entrada de apenas 20 pessoas por dia, divididos entre manhã e tarde. O passeio custa aproximadamente R$ 900, com todos os equipamentos e o treinamento incluso.

    Gruta do Maquiné

    A Gruta do Maquiné é considerada o berço da paleontologia brasileira. Além de ser presenteado com uma vista incrível e formações magníficas de rochas, o passeio te leva a uma viagem histórica. Na gruta já foram encontrados fósseis de animais e humanos pré-históricos.

    O acesso interno na caverna se dá por passarelas, e o passeio é feito com um guia. A caverna é iluminada, então é possível ver com perfeição estalactites e algumas esculturas naturais esculpidas perfeitamente pelo tempo.

    Se você está pela região, com certeza, vale a pena incluir a visitação a Gruta do Maquiné na sua lista. É uma oportunidade de ver uma das maiores belezas natural de Minas e uma das mais importantes grutas no Brasil.

    A gruta está abre todos os dias das 8h às 18h. O valor da entrada é R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia-entrada (estudantes, professores e idosos acima de 60 anos).

  • PASSEIOS – MERGULHOS

    O litoral brasileiro conta com mais de 7 mil quilômetros de extensão; assim, fica fácil encontrar paisagens de tirar o fôlego. Em meio a tantas opções, o difícil é selecionar os melhores lugares para mergulhar no Brasil.

    Fernando de Noronha – PE

    Fernando de Noronha não é apenas um dos melhores lugares para mergulhar no Brasil; é um dos melhores lugares do mundo para se mergulhar! Estamos falando de um arquipélago com 21 ilhas e mais de 200 espécies de animais marinhos. Além disso, o destino costuma oferecer uma visibilidade de 50 metros para o mergulhador que gosta de não perder nenhum detalhe.

    Recife – PE

    Recife é conhecida como a “capital dos naufrágios“. Isso porque a cidade conta com mais de 30 embarcações submersas em sua costa, sendo um destino ideal para quem gosta desse tipo de mergulho. A temperatura da água costuma ficar em torno 28°C e a visibilidade em 20 metros.

    Abrolhos – BA

    O arquipélago de Abrolhos, primeiro Parque Nacional Marinho do Brasil, é repleto de peixes e inúmeras espécies de corais. Entre os meses de julho e novembro, as baleias-jubartes visitam a região.

    Caravelas – BA

    Caravelas é talvez um dos melhores lugares para se encontrar baleias no Brasil. O destino também é bastante indicado para o mergulho livre.

    Ilhabela – SP

    Ilhabela é uma opção repleta de ilhas com naufrágios e muita vida marinha. Não deixe de incluir a Ilha das Cabras no seu roteiro, local que oferece estrutura ideal para quem está começando a se aventurar no mundo do mergulho.

    Guarapari – ES

    Que tal conferir de perto a maior diversidade de peixes de recifes do Brasil? Para completar a aventura, em Guarapari o mergulhador vai encontrar o navio Victory 8B, que foi afundado com o propósito de criar recifes artificiais e completar a paisagem da região.

    Paraty – RJ

    Paraty é um destino indicado para mergulhadores de todos os níveis, dos iniciantes aos mais experientes. Muito utilizado para check-outs de Cursos de Mergulho, o destino possui cardumes coloridos e belas grutas.

    Angra dos Reis – RJ

    São mais de 50 pontos ideais para mergulhar e observar a vida marinha de perto nas águas de Angra dos Reis. Além disso, é possível ver algumas embarcações naufragadas na região. Quem curte snorkeling pode observar da superfície o helicóptero que foi afundado em 2000 para servir de atração especialmente para essa modalidade.

    Cabo Frio e Arraial do Cabo – RJ

    As águas frias da região, que costumam ficar em torno dos 15°C, proporcionam o ambiente ideal para espécies como tartarugas, arraias e cavalos-marinhos. Além disso, Arraial do Cabo conta com mais de 30 ilhas e diversas embarcações naufragadas.

  • PASSEIOS URBANOS

    Que tal um passeio a pé? Deixar o carro de lado, confira cinco cidades brasileiras ótimas para serem exploradas a pé .

    1. Curitiba (PR)

    A cidade possui um dos melhores transportes públicos no país, portanto, você pode conhecer os diversos pontos turísticos caminhando ou abusando das linhas de ônibus. A prefeitura local até criou em 2012 um roteiro turístico chamado “Conheça Curitiba a pé” para estimular os visitantes a deixarem o carro de lado.

    Incluem aproveitar as lojas e restaurantes da Rua 24 horas e conhecer o Relógio de Flores, que está entre o Palácio Garibaldi, o Largo da Ordem e o Paço da Liberdade e é um dos principais monumentos da cidade. Outro cartão postal clássico da cidade é o Jardim Botânico.

    Olinda (PE)

    A arquitetura de Olinda costuma encantar os turistas que visitam a região. Como tudo na cidade é próximo, você pode aproveitar para desbravar o local andando. Só no centro histórico, patrimônio mundial da Unesco, você encontrará 19 igrejas e quatro museus. Vale lembrar que em Olinda há muitas ladeiras íngremes de pedra, então use roupas e tênis confortáveis ao sair. Ah, e para ter uma bela vista do Oceano Atlântico e dos rios Beberibe e Capibaribe, basta subir o Elevador Panorâmico, localizado na Caixa d’Água Alto da Sé.

    Penedo (RJ)

    Penedo é a única cidade que passou por uma colonização finlandesa. A única cidade com colonização finlandesa do país fica na Serra da Mantiqueira, no estado do Rio de Janeiro, e conta com atrações bem típicas dessa mescla cultural, como a Casa do Papai Noel e um clube e um museu com referências finlandesas. Na “Pequena Finlândia”, ainda é possível acompanhar em uma fábrica o processo de produção do chocolate. O destino ainda oferece opções como fazer trilhas e visitar o Parque Nacional do Itatiaia. 

    Ouro Preto (MG)

    A histórica cidade também é ótima para se conhecer caminhando. Uma das principais atrações é o centenário Museu da Independência, local em que ficam inúmeras joias da cidade. A região foi ponto estratégico para os portugueses no século 18. Belos chafarizes e pontes da época são detalhes da arquitetura que se mantiveram e ainda chamam atenção. Para uma visão geral do local, visite o Mirante Morro São Sebastião.

    Ouro Preto é uma cidade história ótima para o turista conhecer andando. Se você prefere mais agito, não deixe de passar em Vila Rica, pois à noite as ruazinhas de paralelepípedo são tomadas de música boa com sons de blues, rock e jazz, além de restaurantes de cervejas artesanais e típicos petiscos mineiros.

    Holambra (SP)

    Conhecida pela comercialização de flores e plantas, esse pedacinho holandês em pleno território nacional é responsável pela metade da produção de plantas ornamentais do Brasil. A arquitetura tem muitas referências europeias e os turistas, além de admirar, podem visitar viveiros e aproveitar o melhor da gastronomia local.

  • PASSEIOS – AVENTURA

    Destinos no Brasil para quem ama turismo de aventura

    Cachoeiras da Chapada dos Veadeiros

    Para começar nossa lista de turismo de aventura, não podia faltar as Cachoeiras da Chapada dos Veadeiros, que são famosas por todo o país. A região abriga inúmeras quedas d’água, entre as mais famosas estão a Santa Bárbara, com formação de piscina natural e da Capivara, cercada por cânions.

    Monte Roraima

    O Monte Roraima, na divisa do Brasil com a Venezuela e a Guiana é um dos destinos mais procurados para fazer trekking. O local é ideal para os turistas que buscam misturar viagem e aventura, já que a subida até o topo pode levar alguns dias e é preciso se preparar para acompanhar. Alguns até chamam o percurso de “expedição”, por exigir um forte preparo e contato com a natureza.

    Parque Nacional do Itatiaia

    O Parque Nacional do Itatiaia é um dos lugares para se aventurar no Brasil e fica na divisa do Rio com Minas Gerais. O local oferece diversas opções de trekkings, cachoeiras e montanhas para visitar. No entanto, a atividade mais famosa é o percurso pelas trilhas, passar por muitas pedras e escaladas até chegar nos picos mais altos. Alguns morros o caminho é mais difícil, mas é só questão de preparo.

    Trekking na Chapada Diamantina

    As longas caminhadas pela Chapada Diamantina são os grandes atrativos do local, que é ponto de turismo de aventura no Brasil. O recomendando é ir com auxílio de guias turísticos para não se perder, principalmente em espaços com mata mais fechada. No entanto, as regiões são tranquilas, como o Vale do Pati, famoso entre os turistas.

    Paraquedas em Boituva

    Logo que pensamos em turismo de aventura já relacionamos com Boituva, um ótimo lugar para saltar de paraquedas. A região é sede do Centro Nacional de Paraquedismo, então se você quer viver essa experiência radical, esse é o local ideal. Lembrando que você pode escolher a modalidade de salto, se quer em grupo ou sozinho com instrutor.

    Rota das Emoções

    Já pensou visitar três dos destinos mais visitados do Brasil de uma vez só? A Rota das Emoções te oferece essa opção e ainda faz com que sua viagem seja cheia de adrenalina. Passando pelo Parque Nacional de Jericoacoara, a Área de Proteção Ambiental do Delta de Parnaíba e o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, você pode vivenciar o verdadeiro turismo de aventura.

    Cachoeiras Amazônicas de Presidente Figueiredo

    As Cachoeiras Amazônicas de Presidente Figueiredo abrigam tudo que você precisa nas suas férias. Algumas precisam de trilha para chegar e ainda possuem quedas d’água violentas. Já outras são mais tranquilas, mas com diversas pedras e mata nativa ao redor. Lembrando que algumas possuem espaço para camping em suas proximidades.

    Kitesurf em Jericoacoara

    O Kitesurf é o novo esporte radical da moda. E Jericoacoara é o melhor ponto para praticá-lo, porque além de você garantir um passeio pela região, os ventos fortes te proporcionam o aprendizado de uma atividade totalmente nova. Esse é um dos tipos de turismo de aventura que vale a pena experimentar.

    Viagem de barco na Amazônia

    Já pensou em fazer um passeio de barco entre os famosos Rio Negro e Simões? Mas não só isso, uma viagem de barco na Amazônia possibilita caminhadas por dentro da floresta e visitas à diversas tribos indígenas. O turismo de aventura está presente em cada parada do barco, onde você pode descobrir as belezas ribeirinhas.

    Parapente no Rio de Janeiro

    Quem nunca sonhou em ter uma visão panorâmica da cidade maravilhosa? Fazer parapente no Rio de Janeiro é quase uma obrigação dos aventureiros que visitam a região, o vôo dura em torno de 10 minutos, mas escolha bem os lugares que você deseja sobrevoar antes de saltar! Um ótima dica: prefira os vôos sob as praias.

    Rafting em Brotas

    Mais um dos lugares que tem turismo de aventura em SP é Brotas, a capital do rafting.  Mas além das experiências nos rios bravos, você também pode praticar diversas outras atividades como escalada nas cachoeiras, passeio de caiaque, mergulho em nascentes, tirolesa, quadriciclo e muito mais.

    Cânion Aparados da Serra

    O Parque Nacional de Aparados da Serra faz parte do turismo de aventura no Brasil, em que sua atração mais famosa é o Cânion Itaimbezinho, um dos maiores das Américas e muito procurado por turistas. Na região, além de apreciar as vistas, você também pode fazer caminhadas, ir de bike nas trilhas e se banhar no Rio do Boi.

    Cavernas da Terra Ronca

    Um tour misterioso é feito pelas Cavernas da Terra Ronca, que são inúmeras, mas todas possuem enormes estalactites, pilares e rochas em seu interior. Sendo que, alguns córregos de águas acabam entrando e invadindo o ambiente, deixando a visão ainda mais bonita. No entanto, para entrar e apreciar todo esse passeio, é preciso ter precauções e equipamentos próprios, por isso é considerado uma atração de turismo de aventura.

    Trekking de volta na Ilha Grande

    No Rio de Janeiro, está localizado o Trekking de volta na Ilha Grande, uma das caminhadas mais famosas do Brasil. Uma mistura de praias e montanhas pode ser o ideal para você, já que o percurso passa por regiões abertas e por algumas trilhas dentro da mata atlântica. O tempo pode variar de acordo com a sua disposição e ritmo, mas no geral, é realizado em cerca de 7 dias.

    Trekking nos Lençóis Maranhenses

    Uma mistura de dunas móveis com lagoas paradisíacas é a visão constante do trekking pelos Lençóis Maranhenses. No geral, a caminhada atravessando o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses dura em torno de 5 dias, passando por povoados locais e pelas famosas lagoas cristalinas, como a Azul e a Bonita.

    Expedição no Jalapão

    Parecido com os Lençóis Maranhenses no quesito dunas, a expedição no Jalapão acontece no Parque Estadual do Jalapão e passa por diversas praias, rios, cachoeiras e “desertos” de areias. É um turismo de aventura, porque leva um determinado tempo e exige acampamentos, mas os percursos e pacotes de dias podem variar de acordo com a vontade do cliente.

    Parque Nacional de Anavilhanas

    O Parque Nacional de Anavilhanas está localizado no Rio Negro e faz parte dos destinos de turismo de aventura no Brasil. Lá você pode interagir e nadar com os botos vermelhos, ir nas praias, fazer trilhas terrestres e aquáticas. O ambiente é ótimo para entrar em contato com a natureza e observar a flora e a fauna local.

    Trekking da Serra Fina – SP/MG/RJ 

    Esse percurso só é recomendado para aqueles que já tem experiência em trekking e estão com bom condicionamento físico, porque exige bastante disposição. O Trekking da Serra Fina passa por grandes montanhas brasileiras e dura cerca de 4 ou 5 dias, mas esteja preparado para encarar vegetações altas e um pouco de frio no acampamento.

    Saco do Mamanguá

    O Saco do Mamanguá é um prato cheio para quem está procurando viagem e aventura na praia. Localizado na região de Paraty, você pode aproveitar os passeios de caiaque, remo, snorkeling e muitos outros, além de explorar as trilhas de diversos níveis, sendo que algumas levam para os picos mais altos da região.

  • PASSEIOS – CAMPO

    Tranquilidade, lindas paisagens, ótimo ambiente para relaxar e boa gastronomia. Esses são apenas alguns dos atrativos do campo, que atrai cada vez mais turistas para cidades que ficam na rota do turismo rural. Assim, além de poder aprender sobre a cultura do destino, apreciar os pontos turísticos tradicionais e curtir o conforto dos hotéis, o turista ainda pode descansar e relaxar fazendo passeios pelo campo, respirando ar puro e recarregando as energias nos diversos sítios, fazendas e chácaras, naturalmente equipados com rios, lagoas, cachoeiras e muito verde.

    Cabaceiras – Paraíba

    Localizada na região do Cariri, parte árida do estado da Paraíba, Cabeceiras oferece um ambiente perfeito para quem quer descansar alguns dias ingressando na área rural do nordeste brasileiro. Com uma natureza exótica, a cidade já foi locação para mais de 30 documentários, incluindo o Auto da Compadecida. Os moradores locais a chamam de “Roliúde Nordestina”, mas além disso, quem visita Cabeceiras também conhece a cultura de uma das principais regiões rurais do Brasil tropical.

    Gravatá – Pernambuco

    Já ouviu falar da Suíça Pernambucana? É assim que é conhecida Gravatá, cidade há 80 quilômetros do Recife e um dos principais destinos de turismo rural no Agreste Pernambucano. A cidade atrai turistas de várias partes do Brasil também por ficar localizada no Planalto da Borborema, área montanhosa que fornece um clima com temperatura amena durante o ano inteiro. Além das paisagens naturais, a variedade de delícias gastronômicas é realmente uma atração à parte – destaque para o bode assado, o queijo coalho e o queijo manteiga.

    Venda Nova do Imigrante – Espírito Santo

    Berço do turismo rural no Brasil, a cidade conta com uma economia voltada para o café que envolve quase a totalidade da produção rural do município. Atualmente o turismo rural abrange 70 propriedades de 300 famílias que estão prontas para receber o turista que quer fazer de sua viagem um momento de descanso e aprendizado. A linda cachoeira do Alto Bananeira garante lindas fotos para o álbum de viagem.

    Vassouras – Rio de Janeiro

    A cidade dos barões de café do século XIX hoje se tornou um dos principais destinos turísticos na rota do turismo rural. Além da sua história impressionante, esse é um belíssimo lugar com muitas áreas arborizadas, verde e belíssima arquitetura. No campo, entre as inúmeras fazendas abertas para visitação está a famosa Cachoeira Grande, que funciona desde 1820 apresentando relíquias para serem admiradas pelos visitantes. Na agenda cultural, todos os anos em julho acontece o Festival do Café.

    Bento Gonçalves – Rio Grande do Sul

    Conhecida como a capital brasileira da uva e do vinho – nada mais justo do que a cidade sediar a Avaliação Nacional de Vinhos e o Concurso Internacional de Vinho. Enquanto a área urbana é tomada pela arquitetura de estilo europeu, no interior do município dá pra ser perder em meio aos parreirais que somem entre as paisagens da belíssima Serra Gaúcha. O Parque Temático Epopeia Italiana e as diversas vinícolas promovem tours super bacanas. No inverno, as baixas temperaturas e a possibilidade de neve também movimentam a cidade.

    Lages – Santa Catarina

    Localizada no sul do estado, Lages é uma das pioneiras no turismo rural. Desde 1980 fazendeiros da região passaram a abrir as porteiras de suas propriedades para a visitação. Atualmente, a cidade recebe aproximadamente 50 mil visitantes por ano que buscam vivenciar o cotidiano das fazendas e relaxar. A famosa Coxilha Rica – uma planície de 100 quilômetros com rios e campos verdes – usada pelos tropeiros como rota, é de tirar o chapéu.

    Parelheiros – São Paulo

    Os 35 quilômetros que separam o munícipio da agitação da grande metrópole é o que contribui para Parelheiros ter aquele clima interiorano e aconchegante. Reconhecida com um dos principais destinos na rota do turismo rural, a cidade oferece trilhas em áreas de mata preservada, passeios náuticos, chácaras de produtores e visitas à tribos indígenas. Aliás, uma alternativa é também se hospedar em um dos inúmeros hotéis em São Paulo e passar o dia em Parelheiros.

    Atibaia – São Paulo

    Famosa pelas plantações de flores e morangos, Atibaia oferece roteiros super bacanas para quem está a procura de uma programação interessante. Uma das atrações é a Pedra Grande, com 1.450 metros de altitude, propicia uma bela vista de toda a região. Há quase quatro décadas, a Festa das Flores e do Morango é sempre uma boa ideia para experimentar e admirar diversos produtos feitos pelos agricultores locais.

    Dourado – São Paulo

    Carinhosamente lembrada como a Cidade do Coração Paulista, Dourado se destaca pelo seu clima e as belezas naturais do cerrado. A tranquilidade da cidadezinha de apenas 9 mil habitantes contrasta com seus imponentes vales e colinas e pelas suas florestas que recheiam o relevo. Nas redondezas das propriedades rurais ainda é possível o contato com alguns animais silvestres.

    Mococa – Minas Gerais

    Uma das cidades mais tradicionais de Minas Gerais chama a atenção pela força no setor agrícola. Mococa integra a rota de turismo rural do país e também o Circuito Café com Leite. Todos os anos milhares de turistas visitam a cidade para conhecer suas fazendas históricas, fazer cavalgadas em meio aos cafezais e explorar o misto de beleza com a riqueza histórica do município.

  • PASSEIOS – PRAIAS

    Certamente, ao longo do nosso rico litoral, encontramos diferentes opções de praias indicadas para curtir os dias de sol do norte ao sul do país. Por isso, se você está cansado de ir todos os anos para a mesma praia, separamos algumas dicas para você conhecer outros destinos diferentes. Afinal, areia, pedras e mar não são os mesmos por toda a costa brasileira. Para quem vai acompanhado, sozinho, com os amigos ou os filhos há um cantinho ideal no litoral para a sua viagem.

    Praia do Gunga, Barra de São Miguel – AL

    Com toda a certeza, a Praia do Gunga está entre as praias mais paradisíacas do nordeste. Por isso, ela fica bastante movimentada durante os finais de semana, quando os maceioenses aproveitam os dias de folga para curtir ainda mais o paraíso onde vivem. Além disso, os bares são animados pelo autêntico forró, entre outros ritmos nacionais, e dispõem de mesas com visão privilegiada do cenário formado por coqueirais e falésias coloridas.

    Praia do Aventureiro, Ilha Grande – RJ

    Aventureiro é uma vila de pescadores com aproximadamente 150 moradores, situada na costa sul da Ilha Grande. A praia conta com uma faixa de areia de 600 metros. Além disso, seu mar com ondas fortes é ideal para a prática do surf.

    Praia dos Castelhanos, Ilhabela – SP

    A Praia de castelhanos tem acesso por uma estrada de 22 quilômetros, que corta a Ilha no sentido oeste à leste, exuberante flora da Mata Atlântica. A praia tem aproximadamente 1.500 metros de extensão, onde é possível a prática do surf ou um passeio de canoa. Por fim, o mar é um convite aos mergulhadores para apreciar o maravilhoso mundo marinho existente no local.

    Praia do Cedro, Ubatuba – SP

    Certamente, está entre as mais belas de Ubatuba. O mar calmo, com tons de azul e verde, forma várias piscinas naturais. Selvagem e primitiva, a praia se mantém preservada (e vazia) por causa da dificuldade de acesso (40 minutos de trilha a partir da Praia da Fortaleza ou uma hora a partir da Praia Grande do Bonete).

    Prainhas do Pontal do Atalaia, Arraial do Cabo- RJ

    Cerca de vinte minutos de carro a partir do centro de Arraial do Cabo separam o turista de um dos cenários naturais mais bonitos da Região dos Lagos. Ao fim de uma pequena serra, do alto do morro, avista-se a imensidão turquesa tocando uma estreita faixa de finíssima areia branca. Para chegar às prainhas, é necessário descer uma trilha levemente íngreme. Como resultado, a recompensa é nadar em águas cristalinas, passear pelas dunas de areia finíssima e, fora de alta temporada, desfrutar da tranquilidade de um paraíso praticamente deserto.

    Praia do Rosa, Imbituba – SC

    A Praia do Rosa é o lugar perfeito para aqueles que buscam descanso em meio a natureza e que querem fugir das praias super povoadas. Além disso, ainda lembra a antiga vila de pescadores que era antes de ser descoberta por surfistas na década de 70.

    Praia do Espelho, Trancoso – BA

    Escondida entre os povoados de Trancoso e Caraíva, a praia do Espelho é considerada uma das mais encantadoras do Sul da Bahia. Isso porque é formada por natureza e bucólica por vocação, reúne águas azuis que formam piscinas naturais, gigantescas falésias brancas e avermelhadas, riozinhos e coqueirais.

    Tambaba, Conde – PB

    Surpreendentemente, Tambaba foi a primeira praia oficializada como naturista do nordeste e é considerada o paraíso do nudismo no Brasil. E não é pra menos. Com uma beleza natural única, a praia de águas mornas e cor esmeralda é cercada por falésias coloridas, corais e piscinas naturais.

    Baía do Sancho, Fernando de Noronha – PE

    Baía do Sancho, praia de Fernando de Noronha, foi considerada a melhor praia do Brasil pelo prêmio VT da Revista Viagem e Turismo. Além disso e de ser a praia disparada no quesito beleza, Sancho é um dos grandes e mais famosos pontos de mergulho do país.

    Baía dos Golfinhos, Pipa – RN

    A Baía dos Golfinhos, também conhecida como Praia do Curral ou simplesmente Praia dos Golfinhos, é verdadeiramente deslumbrante e merece ser visitada. Isso porque o cenário é simplesmente de tirar o fôlego, com penhascos, vegetação tropical e praias semidesérticas, tudo isto se misturando em perfeita harmonia.

    Praia dos Carneiros, Tamandaré – PE

    Certamente, em Tamandaré você tem que desfrutar da paisagem selvagem da praia dos Carneiros, localizada à 5 Km da cidade. Carneiros é uma praia de sonhos. São 5 Km de coqueiros que margeiam toda a sua extensão, a água é límpida e morna e sua paisagem é moldada pelo estuário do Rio Formoso e por um paredão de arrecifes de 1Km de extensão.

    Praia do Saco, Estância – SE

    Situada em Estância – Sergipe, a 76 km da capital Aracaju, a praia do saco foi onde os jesuítas desembarcaram pela primeira vez no estado, registros de uma historia, em um dos lugares mais belos do mundo. Por fim, são 5 km de extensão, água morna, calma e areia extremamente fina.

    Maresias, São Sebastião – SP

    Sem dúvida, essa é a praia mais popular do litoral de São Paulo, tanto para surfistas, quanto banhistas. Maresias possui uma das melhores infraestruturas do litoral norte paulista, mesmo mantendo parte das áreas de Mata Atlântica intactas. São vastas as opções de excelentes restaurantes, pousadas e hotéis. Por fim, para a balada, confira os bares e boates da região.

    Praia do Francês, Marechal Deodoro – AL

    Localizada a 18km de Maceió, Alagoas, a Praia do Francês é uma praia bela com enseada natural, uma vegetação de restinga preservada e excelentes ondas para o surf.

    Lopes Mendes, Ilha Grande – RJ

    Com toda a certeza, uma das praias mais bonitas de todo o litoral brasileiro está na Ilha Grande e chama-se Lopes Mendes, localizada na costa oceânica, de frente para o Sul, com aproximadamente 3 km de areia branca, muito fina e firme. É tida, já a muitos décadas, como a mais famosa de toda a Ilha Grande. Além disso, o mar de Lopes Mendes parece sempre agitado, propicio para ao surf, por isso é a praia onde este esporte é o mais praticado.  É  uma praia de pouca profundidade e a transparência da água é impressionante, assim como sua variação de tonalidades.

    Itaúnas, Conceição da Barra – ES

    Itaúnas ou Dunas de Itaúnas é uma pequena vila ao norte do Espírito Santo. Fica próxima à divisa com a Bahia e pertence ao município de Conceição da Barra. Fica a 25 km de Conceição da Barra e a 270 km de Vitória – ES. Por isso, a Vila de Itaúnas do Espírito Santo é a imagem da tranqüilidade, com uma igrejinha na praça, casas simples, pousadas rústicas, poucos carros e uma comida caseira deliciosa.

    Taipus de Fora, Península de Maraú – BA

    Considerada uma das mais belas praias do Brasil e eleita como a sexta praia mais bela do país pela revista Viagem e Turismo, a praia de Taipús de Fora fica localizada no município de Maraú na Bahia. A origem do nome Taipús é indígena e significa morros arredondados, que é uma das características do local. Por fim, possui uma extensão de 7 Km de pura beleza e fantásticas paisagens com coqueiros gigantes, recifes de corais e areia clara.

    Porto de Galinhas, Ipojuca – PE

    Porto de Galinhas é, com toda a certeza, um dos principais cartões postais de Pernambuco, apenas a 60 km de Recife. Suas belezas naturais chamam atenção de quem visita, além de suas famosas piscinas naturais com águas cristalinas e irresistíveis, o sol está presente praticamente o ano inteiro.

    Canoa Quebrada, Aracati – CE

    Antes, um simples lugar de mochileiros, hoje, Canoa Quebrada mantém as belezas das praias, dunas e falésias, só que agora também possui uma respeitável infraestrutura turística. Passeios por praias vizinhas podem ser feitos de buggy ou cavalgando. Não se esqueça de conferir o pôr-do-sol local. Além disso, de noite, a diversão ganha área de espetáculo, já que a principal rua do vilarejo se chama Broadway.

    Cacimba do Padre, Fernando de Noronha – PE

    Localizada junto ao morro Dois Irmãos, a Cacimba do Padre, durante os períodos entre novembro e março, vira o point predileto dos surfistas por ser considerada uma das melhores ondas do país. Por outro lado, no restante do ano, a água fica calma e sua longa extensão de areia é um convite para passar o dia debruçado ao sol.

  • PASSEIOS NA MONTANHA

    Os municípios paulistas têm belas paisagens de serras, montanhas e morros para visitar, nos finais de semana ou férias. Casais, namorados, amigos, famílias e pessoas de todas as idades podem aproveitar as muitas opções que o Estado tem a oferecer. Confira algumas dicas.

    Águas da Prata
    A Estância Mineral localizada a 238 km da capital faz divisa com o Estado de Minas Gerais e integra o circuito Café com Leite. É conhecida pela água mineral existente em abundância devido à vegetação da Mata Atlântica, e pela topografia, rodeada de montanhas, muitos bosques e cachoeiras.

    Águas de Lindoia
    É considerada a capital termal do Brasil, com fontes de água de rico poder curativo, comprovado cientificamente por órgãos internacionais. Possui excelente infraestrutura hoteleira e gastronômica, em meio a inúmeras fontes de água mineral e clima de montanha. Está a 163 km da capital e integra o Circuito das Águas Paulistas.

    Analândia
    Esta pequena cidade do interior paulista está a 736 metros de altitude e a 221 Km da capital. Abriga lindas paisagens, águas cristalinas, cachoeiras, grutas, morros e montanhas. Tranquila e sossegada, é ideal para os praticantes do ecoturismo e dos esportes de aventuras.

    Altinópolis
    O município foi escolhido pelo escultor italiano Bassano Vacarini como o seu atelier de obras de arte. Com belíssimas paisagens aliada à gastronomia caipira, a cidade oferece ótimas opções de ecoturismo, com diversos rios, cachoeiras, grutas e corredeiras.

    Araçoiaba da Serra
    “Esconderijo do Céu”, como é conhecida a cidade, além de suas belas paisagens, foi rota dos bandeirantes que percorreram a região em busca de minas de ouro. O Morro do Araçoiaba é um dos seus pontos tradicionais e históricos por ali terem sido descobertas as primeiras minas da região. Os primeiros fornos de fundição são de 1551 e permanecem conservados até hoje.

    Atibaia
    Estância climática, está localizada em um belo conjunto de serras, dentro do complexo da Serra da Mantiqueira. É frequentada por milhares de turistas atraídos pelo clima serrano privilegiado e beleza natural exuberante da Mata Atlântica. Destaque para os esportes radicais praticados na Pedra Branca, como o trecking, voo livre e rapel.

    Bananal
    Na região da Serra da Mantiqueira, Bananal conta com piscinas naturais de águas claras e fundo de areia branca. Para os apaixonados pelo turismo de aventura, a cidade conta com os atrativos da Serra da Bocaina, ideal para voos de asa delta e prática de rapel. O seu conjunto arquitetônico colonial é preservado pelo Condephaat.

    Bofete
    É conhecida pelas festas tradicionais e religiosas que atraem milhares de visitantes, como a Festa do Divino, a Festa da Padroeira e o Festival Carreirinho de Música de Raiz. Entre as belezas naturais, destaque para a atração conhecida como Três Pedras e o conjunto de formações rochosas, incluídas no Circuito Polo Cuesta, de incentivo ao turismo em regiões com essas características.

    Botucatu
    Fundada em 1720, a cidade tem no nome a origem indígena, Ybytu-Katu, que em tupi significa “bons ares”. Sua formação montanhosa é ideal para escaladas, canyoning e trekking. O contato com a natureza propicia passeios por cachoeiras, trilhas e turismo rural.

    Cajuru
    A cidade abriga muitos rios, inúmeras cachoeiras, quedas d’água e grutas exóticas, além de diversas trilhas, em meio à flora e a natureza exuberante. A conhecida hospitalidade caipira inclui a gostosa gastronomia regional e doces cristalizados e em calda.

    Campos do Jordão
    A estância turística integra o circuito da Serra da Mantiqueira e é famosa pelo clima, pela natureza e belas paisagens. A arquitetura é em estilo suíço-europeu, com diversos hotéis, pousadas, restaurantes, bares, chocolatarias e pousadas.

    Cruzeiro
    Localizada aos pés da Serra da Mantiqueira, a região é muito procurada pelos praticantes de montanhismo e voo livre. O nome da cidade é atribuído a um marco em forma de cruz que delimita os Estados de São Paulo e Minas Gerais.

    Itapira
    Região com muitas atrações naturais representadas por corredeiras, rios e o Morro Gravy, ideal para a prática de ecoturismo e de esportes radicais. Destaque para os diversos museus, casas de cultura e festas tradicionais, que ocorrem durante o ano todo.

    Itararé
    Município do Circuito Verde Paulista, essa bela cidade é rodeada por cânions e rios que escavaram as pedras e deram origem ao seu nome, que em tupi-guarani significa “pedra que o rio escavou”, em relação ao Rio Itararé. Trilhas em meio da mata levam a belas cascatas que dão origem a diversas piscinas naturais.

    Joanópolis
    É conhecida por suas águas cristalinas e sua linda Cachoeira dos Pretos, que serve como cartão-postal da cidade. Destaque para os pesqueiros, mata exuberante e gastronomia caipira.

    Mairiporã
    Essa cidade da Região Metropolitana de São Paulo, tem como a sua maior referência a represa que abastece a capital, mas é dotada de uma exuberante paisagem e pelo clima de cidade do interior com restaurantes caseiros à beira da represa.

    Pindamonhangaba
    A cidade integra o Circuito Rota da Liberdade, com atrações tanto para quem gosta de tranquilidade quanto de esportes radicais. A exuberante paisagem local está entre picos e o ar bucólico dos pesqueiros. O céu costuma ficar repleto de asas delta, para-quedas e balões. Destaque ainda para a arquitetura de palacetes, centros culturais, igrejas e santuários.

    Piquete
    Área de preservação ambiental, com grande diversidade de flora, fauna e que abriga algumas espécimes em extinção. Os visitantes podem aproveitar dos passeios entre as trilhas, em meio à mata nativa e a paisagem das montanhas, além de belas florestas e cachoeiras.

    Queluz
    Abriga o Pico Pedra da Mina, com 2.798 metros de altura, o mais alto do Estado de São Paulo e um dos maiores do país. A cidade integra o Circuito Caminhos da Corte com fazendas antigas do ciclo do café, além da recente safra de fazendas leiteiras, pousadas e hotéis fazenda.

    São João da Boa Vista
    A cidade natal da pianista Guiomar Novaes possui clima ameno e natureza que proporciona muitas opções de turismo ecológico e rural, apesar de ser mais famosa pelo turismo religioso. É conhecida como “a cidade dos crepúsculos (amanhecer) maravilhosos”.

    São Bento de Sapucaí
    É a porta de entrada para a Pedra do Baú, que erroneamente é considerada como parte de Campos do Jordão, município vizinho. Ideal para quem gosta da prática de esportes radicais, como rapel, escaladas e voo livre.

    Serra Negra
    Cidade de fontes de águas minerais com propriedades terapêuticas e riqueza radioativa. A qualidade de suas águas minerais levou Serra Negra ao título de “Cidade da Saúde”, dada pelo presidente Washington Luís.

  • PASSEIOS ROMÂNTICOS (DICAS)

    Os passeios românticos são ótimas ideias para convidar o seu amor, seja no início do namoro ou mesmo depois, para manter o romance no relacionamento. Os passeios românticos combinam, em especial, quando você quer levar o seu amor a uma outra etapa, mostrando que você realmente se importa com o namoro de vocês e quer que ele dure por muito tempo. Faça uma bela programação para que vocês curtam um bom momento a dois.

    Para que os passeios românticos sejam um verdadeiro sucesso com direito a muitos beijinhos e carinhos é necessário fazer um bom planejamento. Escolher o local ideal, ter certeza de que o tempo estará favorável, caso decidam ir à lugar a céu aberto, e escolher um ambiente que tenha a ver com a personalidade dos dois. Veja algumas dicas de lugares para fazer passeios românticos para você escolher onde levar o seu amor.

    Jardim botânico: Muitas cidades, inclusive as capitais, possuem um jardim botânico. O lugar costuma ser um grande parque, com muito verde, plantas e árvores nativas da região. Em geral, costuma ter lagos, bancos para descansar, museu, praça de alimentação, orquidário e muitas outras atrações, um dos lugares perfeitos para passeios românticos

    Vocês podem fazer um passeio romântico sem pressa por horas, de mãos dadas, observando a paisagens. Não se esqueça de levar uma máquina fotográfica para registrar o momento, que deve ser único e especial para guardar boas lembranças de vocês juntos.

    Passeios românticos ao pôr do sol: Um passeio no pôr do sol é muito romântico. Escolha um local onde o pôr do sol possa ver visto com bastante nitidez, como um parque ou morro, com verde e sombra são lugares ideais. Cheguem um pouco antes, levem uma toalha para colocar no chão, ali sentados, vocês podem se abraçar e aproveitar esse momento para conversar de forma descontraída. Quando o sol estiver se pondo, aproveitem para curtir o momento.

    Passeios românticos no lago: Que tal convidar o seu amor para passar o dia em um lugar mais afastado do barulho das grandes cidades? Mesmo as metrópoles têm lugares perto e acessíveis para passeios românticos como um lago. Vocês podem passar o dia e levar uma comidinha para preparar no local, toalha para descansar na grama e se a água for própria para o banho, aproveitem para se refrescar. Prefira os dias quentes e ensolarados para aproveitar bastante!

    Piquenique: Além de prático, é uma das muitas opções de passeios românticos para curtir bem juntinho. Comprem alguns petiscos que sejam práticos de servir e os coloque em cima de uma toalha no chão. Para surpreender, arrume tudo em uma cesta e, pra entrar ainda mais no clima, leve uma toalha xadrez. Escolha um parque calmo, onde vocês possam curtir esse momento a dois e relaxar.

    Feiras com seu amor:
    As feiras são ótimos passeios românticos quando feitos com calma. Existe uma grande variedade delas, podendo ser uma de artesanato ou de comidas tradicionais. Ande com seu amor de mãos dadas e prestem atenção sempre ao que o outro disser. Ao final, as lembranças serão as mais românticas possíveis.

    Viagens curtas: Pequenas viagens de fim de semana também podem ser excelentes passeios românticos, como as rotas turísticas que costumam ter no interior dos estados. Pode ser a rota do vinho, do café, das águas, enfim, confira quais são as opções mais próximas de você com um lugar bem aconchegante e clima romântico para vocês se hospedarem. A dica é organizar tudo e mostrar que você sabe preparar um passeio romântico como ninguém.

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram