BAIÃO – Pará

BAIÃO – Pará

O município de Baião originou-se de um povoado fundado em 1694. O governador e capitão-general do Estado do Maranhão e do Grão-Pará, Antônio de Albuquerque Coelho de Carvalho, reconhecido como donatário da Capitania do Camutá, entregou como doação ao português Antônio Baião uma vasta Sesmaria, com a condição de que fundasse um povoado. Impôs a Baião, a condição de que tal povoado deveria localizar-se à margem do rio Tocantins e que ele construísse uma casa grande e decente. Antônio Baião aceitou a oferta e cumpriu o compromisso pactuado, fundando o povoado, longe de Camutá, convertendo-o em sede da Sesmaria.

Em 30 de outubro de 1769, o capitão-general e governador, Fernando da Costa de Athayde Teive, consagrou a doação efetuada por Coelho de Carvalho e outorgou ao lugar o nome do sesmeiro, batizando-o de Baião. O encarregado de executar a ordem foi Manoel Carlos da Silva, então Diretor de Índios.

No ano de 1833, o conselho do Governador da Província, nas suas sessões de 10 a 17 de maio, promulgou uma Resolução através da qual o “lugar Baião” foi elevado à categoria de vila, recebendo a denominação de Nova Vila de Santo Antônio do Tocantins. Na mesma Resolução foi determinada a instalação da sua Câmara Municipal, tendo como presidente o padre Francisco Gonçalves Martins e Pontes, o que veio a acontecer no dia 17 de outubro de 1833.
Esse primeiro período legislativo terminou em 1837 – após a pacificação da Cabanagem -, quando nova Câmara foi eleita, sendo Francisco Mendes da Silva o seu novo presidente.

No ano de 1885 irrompeu uma grave crise política no Município, em decorrência da desorganização administrativa, o que forçou o presidente da Província a suspender o presidente da Câmara e alguns vereadores. Assim, no dia 25 do mesmo mês, assumiu a presidência da Câmara, pela sexta vez, o Coronel José Antônio Corrêa de Seixas. O período terminou a 7 de janeiro de 1887, data em que tomou posse a nova vereança, que foi a “última do Império”; esta, em nome do Município, aderiu ao regime republicano, em 1889.

No dia 10 de abril de 1890, o Governo Provisório do Pará, através do Decreto 131, extinguiu a Câmara Municipal de Baião, criando, na mesma data, o Conselho de Intendência Municipal, sendo o Coronel José Antônio Corrêa de Seixas, novamente reconduzido à presidência.

Em 1897, a política paraense atravessava a sua primeira grande crise no período republicano: os seguidores de Antônio Lemos permaneceram na mesma agremiação partidária e os falangiários de Lauro Sodré reuniram-se no recém-criado Partido Republicano Federal. Os reflexos dessa cisão fizeram-se sentir em Baião, onde ambos os partidos apresentaram os seus candidatos a intendente (prefeito) e a vogais (vereadores). O reconhecimento de poderes não foi respeitado e ficou o município com dois intendentes e dois Conselhos Municipais, gerando assim um descontentamento na população. Até que encontraram uma composição política, oportunidade em que formaram um conselho de conciliação, presidido pelo vogal mais votado, João Luís Soares.
Exerceram o mandato até 25 de novembro do mesmo ano, quando tomaram posse os novos eleitos, sendo Samuel Benchimol o novo Intendente.

Em 31 de outubro de 1935, a Lei Estadual nº 8 reconheceu Baião como Município e, através desse mesmo ato, Mocajuba foi reconduzido à categoria de município. No ano de 1943, a antiga povoação de Alcobaça que fora conhecida também como Freguesia de São Pedro de Alcântara, de São Pedro de Pederneiras e de Pedro de Alcobaça, mediante o Decreto-Lei Nº 4.505, de 30 de dezembro, mudou sua denominação, passando a ser denominado de Tucuruí. Em 1947, a Lei Nº 62, no seu artigo 36, outorgou a Tucuruí a categoria de município, desmembrando terras de Baião.

Festividade de Santo Antonio- O Círio de Santo Antonio ocorre no primeiro dia de Junho e a festividade ocorre até o dia do santo casamenteiro, dia 13. Durante as festividades diversas manifestações culturais ocorrem na histórica Igreja Matriz a Trezena em homenagem ao Santo ocorre todas as noites.

Festival Junino- Já é tradição no país no mês de Junho os desfiles de quadrilhas para-folclóricas, em Baião não é diferente, mas as quadrilhas locais se destacam por sua riqueza nas fantasias e por suas coreografias diferenciadas. O festival Junino Baionense já proporcionou belíssimas apresentações, algumas até se destacando em nível estadual e ganhando premiações.

Semana Estudantil- Principal atração do Verão Baionense, a Semana estudantil já sobrevive a duas décadas revelando bons talentos para o esporte do Estado. As principais modalidades são: Futsal, Volei, Corrida, Salto em Distancia, Show de Calouros e desfile de Miss.

Festival de Verão- Mais uma grande atração para quem curte as férias de Julho em Baião, o Festival de Verão leva grupos musicais locais e de outras cidades para a praça João Cancio, agitando os finais de semana e agradando todos os gostos musicais.

Festividade de São Raimundo- Com o Círio realizado todo dia 22 de agosto, a festividade de São Raimundo Nonato se dá no final do mês de agosto, em plena safra da Pimenta-do-reino, onde os produtores agradecem pela safra, além das mães que agradecem pela saúde dos seus filhos, visto que São Raimundo é protetor das gravidas.

Semana da Pátria- Como bons patriotas, o povo baionense festeja a independência com diversos eventos na semana da pátria. No dia 07 de setembro há o desfiles de escolas, da Guarda Mirim, da Guarda Municipal e da Polícia que encerram as comemorações com um belo desfile demonstrando amor a pátria.

Festividade de Nossa Senhora de Nazaré- Como em todos os municípios paraenses, Nossa Senhora de Nazaré é venerada e sempre lembrada por ser a padroeira de nosso Estado. Em Baião o Círio ocorre simultaneamente com o Círio da capital, percorrendo ruas da cidade e terminando com uma bela festa na Praça de Nazaré, em frente a Igreja de mesmo nome, localizada no Bairro Novo na sede do município.

Cavalgada- Todos os anos, os fazendeiros, produtores e criadores de gado e cavalos, se reúnem e desfilam suas crias para a população. O evento ocorre todo mês de outubro e atrai comitivas de todo o Estado e encerra com shows sertanejos, leilões e bingos.

Festival dos Botos- Todo mês de outubro, na véspera do aniversário da cidade, dois grupos se apresentam na quadra Higino Ramos, mostrando muita rivalidade e grande empenha para ganhar o título de melhor boto de Baião. O Boto do Canal enfrenta seu rival Boto Tucuxi, os dois com seus membros desfilando belas fantasias e danças, sendo analisados por jurados que decidem quem foi o mais bonito. A cidade fica em êxtase.

Festival de Baião- Baião é um dos municípios históricos de nosso Estado, por isso, seu aniversário não poderia ser esquecido. Todo dia 30 de outubro é feriado municipal, a cidade festeja seu aniversário com diversas manifestações populares, como samba de cacete, desfile de escolas e da Guarda Municipal, além do tradicional parabéns com um bolo gigantesco e um grande show na Praça Matriz.

IGARAPÉ DA ENCANAÇÃO- Localizado na Avenida Antonio Baião na entrada da cidade

PRAIA DO MAPARÁ– Localizada em frente ao munícipio, a praia do Mapará é aparece no período mais baixo do Rio Tocantins, podendo ser frequentada dos meses de Maio até Janeiro. Nos demais meses o Rio tem o período de maré alta, e com isso nossa praia desaparece e surge após a cheia com novo visual, se tornando assim, paradisíaca.

PRAÇA DA LUZ- Com uma belíssima vista para o Rio Tocantins, a praça da luz é uma excelente opção para passeios em família e apreciar um belo pôr-do-sol.

IGREJA DE SANTO ANTONIO- Localizada no coração da cidade, a histórica igreja construída em 1922 é um lugar que deve ser conhecido por qualquer pessoa, independente de religião, é uma estrutura imponente e pode ser logo vista ao chegar de barco ou de carro na cidade. A estrutura é linda e o local é todo climatizado e confortável.

CASA DA CULTURA- O prédio histórico já foi a sede da prefeitura e hoje funciona como sede da Guarda Municipal e da Secretaria de Defesa Social. É um lugar que faz com que você descubra muito mais sobre nossa história.

PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO CASTILHO FRANÇA- Localizada entre outras duas praças, este ambiente é bem arborizado e você pode encontrar várias lanchonetes e apreciar as belas praças Matriz e da Luz, além da rampa do porto e o Rio Tocantins.

PRAÇA JOÃO CANCIO– Além de contar com uma bela vista para o rio, a praça João Cancio tem um monumento que representa a fundação do povoado em 1694, pelo português Antonio Baião. Hoje o local serve para eventos públicos, como shows e festejos populares, além de servir para famílias e amigos passearem e curtirem a paisagem exuberante do local.

RAMPA DO PORTO MUNICIPAL- O porto municipal Francisco Ramos também é uma excelente pedida para quem gosta de paisagens exuberantes. Além de contar com a escadaria chamada popularmente de ‘Pau da Gaivota’, é um lugar bem arborizado e de fácil acesso.

IGARAPÉ DO CALADOS- Localizado na comunidade de Calados, na margem direita do Tocantins, a comunidade se orgulha do belíssimo igarapé que a corta. Desaguando no rio, é um point ideal para curtição e ao mesmo tempo tem um clima bastante familiar.

IGARAPÉ DE SANTO ANTONIO-Mais um belíssimo igarapé que conta com bares e águas transparentes

IGARAPÉ DO TAMBAÍ-AÇÚ-NOVO TESOURO- Localizado na comunidade de mesmo nome, este igarapé é uma excelente opção de lazer, além do fácil acesso

PORTO DO LIMÃO- Apesar do nome, o local serve muito mais para lazer do que propriamente de porto. Nele você encontra restaurantes, bares e uma bela paisagem para o rio.

VILA DE UMARIZAL-  Localizada na margem esquerda do Rio Tocantins, a vila de Umarizal é um distrito Quilombola com aproximadamente 1300 habitantes. Umarizal é um local tranquilo e com um povo hospitaleiro. Sua principal atração é o samba de Cacete, que já foi diversas vezes destaque nacional. A maioria da população é descente de Quilombos, daí se explica parte da sua rica cultura.

VILA DE SÃO JOAQUIM DO ITUQUARA-  O maior distrito do município, com quase 4 mil habitantes, fica localizado na margem direita do Rio Tocantins, possui belas praias e é famoso por ter um dos melhores carnavais da região.

VILA DE JOANA PERES- Um dos principais distritos de Baião, Joana Peres fica localizado na margem esquerda do Rio Tocantins e faz parte da Reserva Extrativista Ipaú-Anilzinho.

VEJA HOTÉIS & POUSADAS QUE A ROTEIROS BR ESTÁ INDICAMOS PARA VOCÊ EM BAIÃO.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

7 + dezoito =

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram