Galeria

Descrição

Anhanguera, o menor município goiano em dimensão territorial, está junto à Barragem da Emborcação de Furnas formada pelo represamento das águas do rio Paranaíba e do ribeirão Pirapitinga. De rara beleza, o lago constitui hoje a forte atração turística do município. Junto à margem existe uma área de camping apreciada pelos aficcionados.

História de Anhanguera

Segundo dados do IBGE, a região onde hoje se localiza o município de Anhanguera, pertenceu a Sesmaria de Campo Limpo, atual cidade de Goiandira. A região era uma pequena Extensão de terras adquiridas pelo Coronel Onofre Ferreira da Sesmaria de Campo Limpo, a gleba de terras passou a ser conhecida como Fazenda Santa Rosa . As terras da Sesmaria de Campo Limpo, adquiridas por Onofre Ferreira, viriam a ser, onde se formaria a atual cidade de Anhanguera, a partir de 1930, sob a influência da estrada de ferro na região a partir de 1913 .

A história do Sudeste Goiano, a partir do início do século XX, é a história da estrada de ferro em Goiás. Grande parte de suas cidades originou-se de antigas estações ferroviárias (Estevam, 1998). A região onde hoje se localiza o município de Anhanguera – GO foi a primeira a ser servida pela Estrada de Ferro Goiás. A Estrada de Ferro Goiás, contava com duas estações, a Estação Engenheiro Bethout às margens do rio Paranaíba em Minas Gerais no quilômetro 53 e a Estação Anhanguera às margens do ribeirão Pirapitinga no quilômetro 54 . Na região além de Anhanguera formou-se as Margens do rio Paranaíba no estado de Minas Gerais, um povoado em torno da Estação Engenheiro Bethout . O povoado foi formado por turmeiros, comerciantes sírios e libaneses, que vieram para a região comercializar através da estrada de ferro . Havendo assim um comércio intermediário no povoado.

A Estação Anhanguera estava localizada às margens do ribeirão Pirapitinga na Fazenda Santa Rosa do Coronel Onofre Ferreira. A formação de um núcleo populacional em torno da Estação a partir de 1913, não foi possível devido à resistência de Onofre Ferreira em permitir ocupação populacional em suas terras. Anhanguera até final da década de 1950 recebeu comboios de carro-de-bois; eles vinham até a Estação Anhanguera, trazer e buscar mercadorias.

Podemos analisar a presença do carro-de-bois, como um jogo de relação, onde um serviria aos propósitos de expansão do outro. Pois havia ainda nesse período um vasto território que não era alcançado pela ferrovia e o carro- de – bois fazia todo esse caminho. O meio de transporte trazia até a Estação de Anhanguera, toda a produção proveniente da região de Corumbaíba e de outras regiões como, Caldas Novas, Marzagão, Clube Azul e Buriti Alegre.

A Igreja Nossa Senhora Aparecida, foi uma das primeiras construções realizadas na cidade, ela ficava próxima a Casa de comércio Godoy, que se localizava próximo a Serra. Com a abertura das terras para formação de um núcleo populacional, Anhanguera cresce aos fundos da Igreja . Na década de 1990, é realizada uma reforma na Igreja Nossa Senhora Aparecida e nesse processo e mudada a direção da porta mesma.

Anhanguera foi oficialmente reconhecida como distrito de Cumari em 11 de Fevereiro de 1948, pela lei municipal nº 15. Cinco anos depois, em 5 de Novembro de 1953, ela foi desmembrada pela lei estadual nº 857, tornando-se município autônomo

O que fazer em Anhanguera
A praça Araguari, junto ao lago, com um vão de 50 metros avançados sobre as águas, constitui numa atração a parte. Anhanguera, de 850 habitantes, está no Sul goiano, junto à divisa com Minas Gerais.

Possui uma cerâmica e várias olarias. A argila, abundante e de alta qualidade, é a sua maior esperança no crescimento industrial. A agricultura praticada em suas férteis terras e a pecuária de cria e leite complementam sua economia.
A cidade é hospitaleira, bem como o povo tradicional e tranquilo o qual representa o retrato do interior de Goiás. A praça Araquari, junto ao lago, com um vão de 50 metros avançados sobre as águas, constitui atração à parte.

Nayla Mayara – Roteiros BR

Cidade de Anhanguera - Goiás

Não há comentários ainda.

Seja o primeiro a avaliar “ROTEIRO – ANHANGUERA – Goiás”

Sua nota para esta escola
Escolha para avaliar