O antigo território do Rio Branco foi disputado por espanhóis, portugueses, holandeses e ingleses desde o início do século XVI. Seus povoados, no entanto, somente começaram a se instalar no século XVIII, após o extermínio de grande número de indígenas. Em 1858, o Governo Federal criou a freguesia de Nossa Senhora do Carmo, transformada no município de Boa Vista do Rio Branco, em 1890. Em 1904 houve grave disputa territorial com a Inglaterra, que tirou do Brasil a maior parte das terras da região do Pirara, pequeno afluente do rio Maú, incorporadas à Guiana Inglesa.

A partir de 1943, foi criado o Território Federal do Rio Branco, cuja área foi desmembrada do Estado do Amazonas. Passou a chamar-se Território Federal de Roraima a partir de 13 de setembro de 1962. Em 5 de outubro de 1988, com a promulgação da nova Constituição do País, o Território foi transformado em Estado da Federação. O nome do Estado de Roraima origina-se das palavras roro, rora, que significa verde, e ímã, que quer dizer serra, monte, no idioma indígena ianomâmi, formando serra verde, que reflete o tipo de paisagem natural encontrada na região.

As suas terras foram disputadas por luso-brasileiros, holandeses, espanhóis e ingleses, mas o povoamento só começou a ser estabelecido no século XVIII, após o sacrifício de grande número de indígenas. A criação da freguesia de Nossa Senhora do Carmo, em 1858, transformada em município de Boa Vista em 1890, consolidou a organização local. A disputa pelas terras com a Inglaterra na fronteira guianense só terminou definitivamente em 1904, com a arbitragem do soberano italiano Vítor Manuel II, que tirou do Brasil trechos do território do Pirara, incorporado à Guiana Inglesa.

Em 1943, com o desmembramento do município do Estado do Amazonas, foi criado o Território Federal de Rio Branco, que, em 1962, passou a denominar-se Roraima. Sua ocupação efetiva só ocorreu graças à descoberta de ouro e diamantes. Em 1988, foi transformado em Estado. Roraima é o estado mais setentrional e menos populoso do Brasil, localizada na região amazônica. Faz fronteira com os estados do Amazonas e Pará, assim como as nações da Venezuela e Guiana.

A população é de aproximadamente 450.000 (2010) e na capital é Boa Vista. Roraima é o estado brasileiro com o menor número de municípios, 15 no total. Desde o começo do século 16, a região considerada agora o estado de Roraima foi disputado território, por causa de suas ricas reservas minerais. Ele foi procurado pelo Espanhol, Português, holandês e Inglês até o início do século passado. Mas em 1943, juntamente com uma seção do estado do Amazonas, o Governo Federal criou o território de Rio Branco, que se tornou Roraima em 1962. Em 1988, tornou-se um estado de Roraima, por decisão do Congresso Nacional. O nome do estado foi feito a partir do Monte Roraima, cujo nome vem do Pemon palavras “roroi” (“cyan”) e “ma” (“grande”).

Um dos principais é o sítio arqueológico Pedra Pintada, em Roraima, com a arte de pedra antiga e gravuras. Toda a água de Roraima tem suas nascentes no próprio estado (exceto 1 ou 2 em Guiana). Todos os rios deságuam no Rio Negro, a maioria através do Rio Branco. Os maiores são o Urariqüera e Tacutu, que formam o Rio Branco. Outros são Amajari, Parime, Mau, Surumu e Cotingo (o rio dos diamantes). Por curiosidade, o rio Orinoco (maior rio da Venezuela) e Urariqüera (Rio Branco) nascem pertinho um do outro, só seguem em direções diferentes.

O Monte Roraima, situado no extremo norte do Brasil, faz divisa com a Venezuela e Guiana, junto com outras montanhas com quase três mil metros de altitude formam os “Tepuies” (como são chamado pelos índios), formações de montanhas como grandes platôs que compõem um cenário exótico em um dos lugares mais antigos do planeta. O Lago do Caracaranã, é um dos principais pontos turístico do Estado de Roraima. Está localizado no município de Normandia a 180 Km de Boa Vista. É um monumento natural feito sob medida para o turismo.

As margens do lago são contornadas por cajueiros e lindas praias, de areia macia e reconfortante. A região possui infraestrutura de hospedagem, em chalés e áreas de camping. Rio Branco, nas proximidades de Boa Vista até na confluência com Rio Negro (Exceção de umas corredeiras perto de Caracarai) as águas do Rio Branco são calmas, destinando-se a exploração da natureza de forma tranqüila. Pedra Pintada localizada a 125 Km da cidade de Boa Vista e situada na Área Indígena de São Marcos, no município de Pacaraima, a 800 metros da margem esquerda do rio Parimé, com acesso pela BR-174 no entroncamento da RR-400. O vale é uma imensa extensão verde, onde o rio Parimé toma forma e torna-se lago.

Daí surge a imponente Pedra Pintada, um monumento de 60 metros de diâmetro com aproximadamente 40 metros de altura, onde se encontrará várias pinturas rupestres em sua face externa, e uma caverna na base, de 12 metros de extensão. Próximo à pedra pintada existem outras pedras como: Pedra do Pereira, Pedra do Peixe, Pedra do Perdiz, Pedra do Machado e Pedra da Diamantina, juntos formam o Sítio Arqueológico da Pedra Pintada, visitado por turistas locais, nacionais e estrangeiros.